sexta-feira, 5 de junho de 2009

Fuga em junho

Nunca fui poeta. Quer dizer, já tente, na adolescência. Mas hoje bateu a vontade de fazer um poema.
entra junho
as pessoas ficam apressadas
apertam o passo
parecem fugindo de algo
parecem em busca de algo
fogem do frio, do cinza
em busca de cor e calor
só não reparam
que fogem da liberdade cinza
para grades e concreto coloridos!

Um comentário:

Mimi Lou disse...

Sabe deus como eu vim parar aqui, achei...
E justo essa semana eu tava me lembrando de tu e do teu postal de aniversário que eu ainda não mandei O_o
haiuhaiuahiauh

;*
Saudade.